Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Ações marcam trabalhos de combate a dengue em BN

Publicado em 25/02/2015 às 17:20 - Atualizado em 25/02/2015 às 17:23

Uma importante reunião no início da tarde desta segunda-feira, que contou com toda administração municipal, entidades e agentes de combate a dengue da regional de Tubarão, discutiu ações de prevenção à doença em Braço do Norte.

Devido ao foco registrado na última sexta-feira, onde a equipe de Combate a Endemias da Secretaria de Saúde encontrou duas larvas do mosquito Aedes Aegypti, uma força tarefa iniciou na manhã de hoje, e deve permanecer durante toda semana, uma varredura no raio de 300 metros do local onde as larvas foram encontradas. Serão vistoriados os bairros Trevo, Coloninha e Centro. Além das 101 armadilhas espalhadas pelo município e pontos estratégicos.
Segundo a coordenadora regional de Combate e Prevenção à Dengue, Cláudia Ochs, a situação é de alerta. Em todo Estado 1.757 focos do mosquito já foram registrados. “É preciso à união de forças no combate a esta doença. Temos que evitar que o mosquito se prolifere em nossa região”, salientou a especialista.

Entre as medidas que serão tomadas pela administração municipal está uma importante campanha de conscientização através de folders, faixas, outdoor e outros materiais. Trabalhos de conscientização e prevenção em toda rede de ensino municipal e parceria com a CDL e Acivale para conscientização no comércio e nas empresas do Município. Além dessas iniciativas, a Secretaria de Saúde irá realizar a instalação de latões com areia para colocação nos vasos do cemitério. “Disponibilizamos ainda 20 agentes de saúde para auxiliar nos trabalhos de vistoria que estão sendo realizados no perímetro onde foi encontrado o foco do mosquito. Dando assim, mais agilidade e qualidade nos serviços prestados pela Equipe de Combate a Endemias de Braço do Norte e agentes do Estado”, explica a secretária de Saúde, Francismari Rossi Lessa.

Serão vistoriados 47 quarteirões e todas as larvas encontradas encaminhadas para análise. “Até mesmo um pequeno papel de bala jogado no chão e com acúmulo de água pode ser um lugar para depósito dos ovos do mosquito. Temos que ter consciência do lixo, cuidar de nossas casas e auxiliar nossos vizinhos”, completou a coordenadora regional de Combate à Dengue.

A dengue é uma doença séria e pode matar. Somente este ano, seis pessoas já morreram devido às complicações da doença. “Temos que multiplicar as informações e os cuidados que todos devemos tomar. A administração municipal, através de seus servidores, também fará sua parte na prevenção”, salientou o prefeito Ademir da Silva Matos.